segunda-feira, 22 de março de 2010

Igreja de S. José entra em obras

In Jornal de Notícias (21/3/2010)
TELMA ROQUE


«Câmara assume trabalhos para evitar derrocada.


Técnicos da Câmara de Lisboa iniciam hoje os trabalhos preparatórios de uma intervenção de emergência destinada a evitar a entrada de água na Igreja de S. José dos Carpinteiros, que está em avançado estado de degradação, correndo mesmo o risco de colapsar.

O Grupo de Amigos da Igreja de S. José dos Carpinteiros, criado recentemente para angariar fundos destinados à recuperação do templo, tinha solicitado ao município a instalação de uma cobertura provisória, mas duas vistorias efectuadas por técnicos da Câmara concluíram que a degradação é de tal forma grave que só um novo telhado poderá ajudar a salvar a igreja e a Casa dos 24.

"Os técnicos vão observar de perto as telhas e os algerozes. No fundo, querem perceber por onde vão começar, antes de colocar os andaimes", explicou ao JN Paulo Ferrero, do Grupo de Amigos da Igreja construída no século XVI e classificada como imóvel de interesse público.

Depois da substituição da cobertura, a Câmara assume ainda a limpeza geral dos edifícios classificados e o tratamento das fachadas. O restauro integral do espaço exterior e interior ficará adiado por tempo indeterminado, até que seja assegurado financiamento, uma vez que se trata de propriedade privada.

A queda de talha tem sido quase diária e as infiltrações obrigaram já a apear do altar a imagem de Nossa Senhora da Fé. A Irmandade de S. José, presidida por Gonçalo Ribeiro Teles, não tem dinheiro para proceder ao restauro. O grupo de amigos é que promove iniciativas para angariar verbas. Ainda na sexta-feira, dia de S. José, os "amigos" da igreja organizaram um concerto de música barroca e venderam pagelas emolduradas. Paulo Ferrero revela que estão já a pensar numa nova festa, a realizar a 1 de Maio, por ser dia da Irmandade de S. José.

Representantes de várias entidades visitaram a igreja desde o início do ano, a pedido do grupo. Entre as quais técnicos dos museus nacionais do Azulejo e de Arte Antiga e deputados da Comissão de Acompanhamento da Cultura da Assembleia Municipal de Lisboa. »

3 comentários:

analima disse...

Pode ser apenas um pequeno fruto. Mas é uma prova de que o esforço que têm feito vai tendo algum resultado. Parabéns pelo trabalho.

Anónimo disse...

Foi recentemente criado um grupo no facebook (http://www.facebook.com/group.php?gid=104246712941092&ref=mf) que tem como objectivo dar a conhecer às pessoas a necessidade de ajudar este monumento. Espero que passem por lá para partilhar-mos informações. Obrigada,
David M Santos-Mendes

Amigos da Igreja de São José disse...

Obg. a ambos, Ana Lima e David Santos-Mendes (a quem alerto para o facto de tb este grupo de amigos estar no facebook, aqui).